Personagens 3

Eliane Brum ensina a escutar as verdades dos seus personagens.

A jornalista Eliane Brum se considera uma escutadora de histórias. O processo de criação de suas reportagens envolve um esvaziamento da perspectiva a partir da qual ela vê o mundo. É assim que ela cria um espaço dentro da mente para compreender a realidade dos personagens das suas matérias.

Nessa série de seis vídeos do programa “Jogo de Ideias”, Eliane fala da sensibilidade necessária para enxergar as histórias de pessoas comuns que acontecem todos os dias, encontrar significado nos clichês da vida cotidiana, e dar outra dimensão às realidades construídas pelas mídias de massa.

Escutar a Eliane me fez pensar em como o escritor de ficção também precisa se esvaziar de sua vida e, assim, abrir espaço para os personagens que habitam seu inconsciente falarem com suas próprias vozes.

Esse processo de escuta que a jornalista enfatiza ao compartilhar a forma como constrói seu trabalho é essencial para quem quer escrever ficção. Sem essa abertura para conhecer personagens além de suas características superficiais, o escritor dificilmente conseguirá passar um senso de veracidade e honestidade em suas histórias.

“Eu vejo o trabalho de escrever, eu vejo o escritor como um escutador. No caso da reportagem, ele é um escutador de personagens externos, de personagens que estão na vida real. E quando a gente faz ficção, a gente é um escutador de personagens internos.” Eliane Brum

Assista à entrevista completa nos vídeos abaixo.